Almoço BCSD com António Mexia
17 Mai 2016

Para que as empresas consigam crescer num contexto de descarbonização gradual em 80 anos e, assim, contribuir para as metas do Acordo de Paris, António Mexia acredita que “temos de ir três vezes mais depressa do que a revolução industrial, fazendo em 40 anos o que foi feito em 120 anos” e aponta cinco caminhos: a alteração do paradigma da eficiência energética, a eletrificação, a eletrificação com renováveis, as redes de infraestrutura de armazenamento de energia e a alteração do modelo de negócio dos operadores de energia.

O presidente da direção do BCSD e presidente executivo da EDP defendeu num almoço organizado pelo BCSD que “a descarbonização tem de estar incorporada na estratégia e na cultura das empresas” e que “os países pequenos que tenham atitude passiva e menos ambiciosa pela descarbonização estarão condenados à mediocridade”.

Tiago Farias, CEO da Metropolitano de Lisboa, CARRIS e Transtejo, Professor Associado do Instituto Superior Técnico e também orador no almoço, apresentou a sua visão sobre os desafios das empresas na transição para uma economia de baixo carbono. Tiago Farias está convicto de que “o que nos move não é a descarbonização, mas as alterações climáticas, este sim é o desafio”. O Professor não tem dúvidas quando explica que “o conceito de descarbonização passa obrigatoriamente pela educação, pela economia e pelas tecnologias, mas numa primeira fase tem de estar na mente de cada um de nós, por isso, desde logo, temos de apostar na educação”. “É verdade que a Europa tem conseguido reduzir as emissões de CO2, mas se conseguirmos ter uma eficiência semelhante nas ações diárias de cada ser humano, conseguiremos duplicar os 40% de redução que a Agência Internacional da Energia nos impõe”, acrescentou. Em jeito de recomendação para as empresas, Tiago Farias afirmou que “as empresas portuguesas não devem ter receio de se afirmarem como inovadoras na descarbonização”.

António Mexia e Tiago Farias foram oradores do primeiro de um conjunto de almoços temáticos que a nova direção do BCSD tem planeado para o triénio 2016-2019. O objetivo destes almoços passa por reunir as empresas associadas do BCSD e convidados para que, em conjunto, discutam novos caminhos para a economia e novas formas de fazer negócio. A descarbonização da economia foi o mote do almoço.

 FOTOGRAFIAS DO ALMOÇO

Partilhe este artigo

Links relacionados

+ Notícias

Europa líder do mundo sustentável

Europa líder do mundo sustentável

A União Europeia (UE) tem liderado os esforços políticos e económicos de combate às alterações climáticas, e tem estado na vanguarda da resposta mundial às exigências do Acordo de Paris. Prova disso...

read more

Leia as notícias online. Por um desenvolvimento sustentável.