“As Consequências da Covid 19 para a próxima década”, uma publicação do WBCSD, adaptada para português pelo BCSD Portugal
25 Jun 2020

[/fusion_text][fusion_text columns=”” column_min_width=”” column_spacing=”” rule_style=”default” rule_size=”” rule_color=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=””]

“As opiniões divergem quanto à qualificação da Covid-19 como “cisne negro”. A pandemia foi tanto previsível como prevista. Ainda assim, apanhou o mundo de surpresa. Os governos e as empresas viram-se despreparados – tanto para a crise de saúde como para as repercussões sociais e económicas”. O modo como respondermos à crise – sanitária, económica, social e psicológica – provocada pela COVID-19 será determinante do mundo que teremos em 2030, e parece ser consensual que esta crise expõe fragilidades bem mais profundas e que a resposta terá de ser mais estrutural, disruptiva e de longo prazo.

Conheça a publicação do WBCSD – As Consequências da Covid 19 para a próxima década, adaptada para português pelo BCSD Portugal, que analisa o impacto causado pela disrupção nos inúmeros choques, a forma como acelerou várias macrotendências e a oportunidade que criou paras as empresas na redefinição do capitalismo.

Consulte o documento aqui.

Partilhe este artigo

Links relacionados

+ Notícias

Entrevista BCSD Portugal a Júlia Seixas

Entrevista BCSD Portugal a Júlia Seixas

Entrevista do BCSD Portugal a Júlia Seixas,  Professora da FCT- NOVA, especialista em Ambiente, Energia e Alterações Climática, coordenadora do grupo “Energia e Clima”, dedicado à transição de sistemas energéticos para a neutralidade carbónica e resiliência climática, no âmbito do Centro de Investigação em Ambiente e Sustentabilidade (CENSE).

read more

Leia as notícias online. Por um desenvolvimento sustentável.