Em que medida as alterações climáticas afetam as empresas?
25 Mar 2015

Filipe Duarte Santos, Professor Catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, foi orador convidado no evento “Como aumentar o contributo das empresas para o desenvolvimento sustentável – o que revela o Observatório de Sustentabilidade Empresarial?”, onde evidenciou o trabalho que a Faculdade realizou com a EPAL e com a Associação Portuguesa de Seguradores, no sentido de fortalecer as estratégias de adaptação das empresas às alterações climáticas.

O projeto ADAPTACLIMA – Adaptar o Ciclo Urbano da Água a Cenários de Alterações Climáticas da EPAL tem como objetivo gerar cenários de evolução de disponibilidade de recursos hídricos superficiais nos rios Zêzere e Tejo e recursos hídricos subterrâneos nos aquíferos Tejo-Sado e Ota–Alenquer. Com base em cenários climáticos, o estudo avalia as principais vulnerabilidades dos serviços e sistema de abastecimento da EPAL às alterações climáticas e aponta as alterações da disponibilidade hídrica até ao final do século.

O Centro dirigido por este professor, que é uma referência mundial, foi também responsável pelo projeto da Associação Portuguesa de Seguradores que analisa o risco de cheias de Portugal Continental. O CIRAC – Cartas de Inundação e Risco de Cheias em Cenários de Alterações Climáticas, analisou os locais com elevado número de situações de cheia e inundações registadas, designadamente, Lisboa, Porto, Algés, Vila Nova de Gaia e Coimbra. O projeto visou melhorar a caracterização dos riscos financeiros das companhias de seguros e melhorar a gestão operacional do desastre da inundação por parte da proteção civil. As conclusões do CIRAC permitem avaliar o risco e aferir diferentes tipos de vulnerabilidades, informação que apoia os stakeholders a tomar decisões sobre as estratégias de mitigação e adaptação mais eficazes.

Fotografias do evento

 

Partilhe este artigo

Links relacionados

+ Notícias

BCSD Portugal lança Guia do CEO para a Bioeconomia Circular

BCSD Portugal lança Guia do CEO para a Bioeconomia Circular

O BCSD Portugal lançou o Guia do CEO para a Bioeconomia Circular, que visa dar aos líderes empresariais uma compreensão do conceito e das oportunidades que a Bioeconomia Circular tem para oferecer ao setor privado. O reconhecimento de que o capital natural é finito obriga hoje as empresas a uma enorme e rápida adaptação das suas atividades e operação da cadeia de valor, no sentido de incorporar os princípios da Bioeconomia Circular.

read more
BCSD Portugal junta-se à iniciativa mundial Call on Carbon

BCSD Portugal junta-se à iniciativa mundial Call on Carbon

Foi lançada hoje a Call on Carbon, uma iniciativa global conjunta Climate Leadership Coalition, Haga Initiative e Skift Business Climate Leaders da qual o BCSD Portugal é parceiro e signatário, a par do Corporate Leaders Group Europe e da CER – Sustainable Business Network, com o objetivo de aumentar os investimentos climáticos e a tarifação do carbono.

read more

Leia as notícias online. Por um desenvolvimento sustentável.