Jornada 2030

O nosso planeta enfrenta desafios económicos, sociais e ambientais enormes e cada vez mais complexos. Para combatê-los, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 definem as prioridades e aspirações globais para 2030. Os desafios que enfrentamos são globais – nenhum país ou empresa pode resolvê-los sozinho. Enquanto motor do crescimento económico, do emprego e como fonte de tecnologia e inovação, o setor empresarial tem um papel crítico a desempenhar e um interesse próprio em contribuir para a transição para a sustentabilidade.

A transição para a sustentabilidade é um processo de transformação multidimensional de longo prazo – é uma jornada, não um destino. Para alcançar o desenvolvimento sustentável, é fundamental termos uma visão partilhada e aspiracional – uma imagem clara do que pretendemos alcançar e de como o fazer. Nesse sentido, a Jornada 2030 do BCSD Portugal pretende ser a agenda comum das empresas pela sustentabilidade em Portugal.

Quando as empresas partilham uma agenda comum, podem atingir cadeias de valor inteiras – e quando essa agenda é voltada para o futuro, ambiciosa e otimista, pode impulsionar uma transformação sistémica. Na ótica da sustentabilidade, o sucesso empresarial é dependente da capacidade de entregar valor, simultaneamente a clientes, investidores, colaboradores, fornecedores e comunidades locais. Uma abordagem de cadeia de valor sustentável pode oferecer inúmeras vantagens às empresas, nomeadamente estimular o crescimento e a produtividade, assegurar a continuidade do fornecimento, a criação de novos mercados, acrescentar valor aos clientes, a otimização do consumo de energia e a redução de resíduos.

A jornada para a sustentabilidade numa empresa deve começar com um sistema de valores e com uma abordagem de negócio baseada em princípios que forneçam uma base comum para os parceiros e um código moral para os funcionários. O próximo passo será a operacionalização dos princípios estabelecidos através da definição de objetivos e metas específicas de longo prazo, mas delimitadas no tempo. Os objetivos e metas de uma empresa ajudam-na a esclarecer as suas prioridades e a melhorar o seu desempenho e o seu crescimento.

O progresso das empresas em relação aos objetivos estabelecidos deve ser monitorizado e divulgado de forma regular e transparente. A divulgação ou o relato de informação não-financeira é, desde 2017, obrigatório para algumas empresas. Esta obrigatoriedade vai afetar, indiretamente, as PMEs na cadeia de valor que, na sua maioria, têm pouca ou nenhuma experiência com o relato de sustentabilidade.

 

Saiba mais sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável e a agenda 2030

Grupo de Trabalho

Qual o papel do grupo de trabalho nesta área?

O Grupo de Trabalho da Jornada 2030 foi criado para ajudar as empresas a transitarem para modelos de negócio mais sustentáveis em termos ambientais, sociais e de governo corporativo, posicionando a sustentabilidade no centro da sua estratégia e ao longo de toda a sua cadeia de valor. Com esta ação pretende-se, nomeadamente, levar os parceiros das empresas associadas do BCSD Portugal, na maioria microempresas e PMEs, a assumir um compromisso com a sustentabilidade e capacitar essas empresas para o futuro.

Objetivos 2022

  • Continuar a desenvolver a Jornada 2030 das empresas pela sustentabilidade e a respetiva plataforma;
  • Promover a Jornada 2030 junto da comunidade empresarial;
  • Promover a adesão das empresas à Carta de Princípios e à Jornada 2030;
  • Dotar as empresas de conhecimentos para a implementação da Jornada 2030.

 

A adesão aos Grupos de Trabalho do BCSD Portugal é exclusiva para empresas associadas.

Projetos

A carta de princípios do BCSD Portugal

A Carta de Princípios do BCSD Portugal é o documento que reúne as empresas portuguesas em torno de compromissos comuns de desenvolvimento sustentável para Portugal. Desenvolvida por empresas e para ser utilizada por empresas, a Carta promove a adoção de princípios de gestão ESG (Environmental, Social and Governance), orientados por objetivos estratégicos de longo prazo. 

É um referencial voluntário, adotável por qualquer empresa independentemente da sua dimensão e setor de atividade. As empresas subscritoras da Carta constituem uma rede de conhecimento, partilha e desenvolvimento e comprometem-se a promover a sustentabilidade ao longo da sua cadeia de valor e junto dos seus parceiros de negócio.

 

Plataforma da jornada 2030

A Carta é implementada através da Jornada 2030, a qual constitui um instrumento com abordagem sistémica que alinha e demonstra a contribuição das empresas para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), das Nações Unidas, com a estratégia da União Europeia e de Portugal, em linha com o Pacto Ecológico Europeu e o Acordo de Paris, além de metas de Responsabilidade Social Empresarial multistakeholder.

A Jornada 2030 é composta por 20 objetivos, 20 metas e 20 indicadores transversais de âmbito ambiental, social e de governo corporativo, a serem implementados através de 5 etapas – Conhecer, Construir, Comunicar, Consolidar e Coliderar. De modo a apoiar a Jornada dos signatários da Carta está a ser desenvolvida uma plataforma que permitirá consultar referências e conteúdos para cada objetivo, assim como acompanhar a progressão da sua empresa na Jornada.

 

 

 

Outras áreas de trabalho