BCSD Portugal lança publicação que reúne “Soluções Empresariais para a Neutralidade Carbónica até 2050”

Para ajudar na implementação estratégica em matéria de clima, inspirar à ação conjunta e promover a transformação e desbloquear oportunidades.

A descarbonização das sociedades, economias e cadeias de valor das empresas é um dos objetivos mais importantes a alcançar nos próximos anos, de modo a garantirmos a sustentabilidade do nosso modelo de desenvolvimento. Alinhado com este objetivo, o BCSD Portugal lança hoje a publicação “Soluções Empresariais para a Neutralidade Carbónica até 2050”, que pretende ajudar as empresas e os seus parceiros no planeamento e implementação estratégica em matéria de clima, bem como inspirar à ação conjunta, promover a transformação e desbloquear oportunidades.

A publicação surge no âmbito do projeto “Soluções Empresariais para a Neutralidade Carbónica até 2050” do Grupo de Trabalho de Neutralidade Carbónica do BCSD Portugal, composto por 44 empresas de diversos setores. Seguindo uma abordagem setorial alinhada com o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050 (RNC2050) e com o Plano Nacional Energia e Clima 2021-2030 (PNEC 2030), o projeto pretendeu contribuir para ajudar as empresas a operacionalizarem os seus planos de ação para a descarbonização até 2050, identificando soluções que acelerem a transição em qualquer empresa, independentemente da fase em que se encontra da jornada, em alinhamento com as metas climáticas nacionais e europeias.

Nesse sentido, no contexto da agenda europeia e nacional para a descarbonização, a publicação apresenta:

  • um mapeamento das principais metas climáticas nacionais até 2050, para os setores Energia & Indústria, Mobilidade & Transportes, Residencial & Serviços, Agricultura, Floresta & Uso do Solo e Resíduos & Águas Residuais, bem como a identificação das principais implicações setoriais na trajetória para a neutralidade carbónica, que devem ser consideradas nas estratégias das empresas;
  • as tendências de descarbonização dominantes atualmente, aplicadas ao contexto português, complementadas por uma compilação de soluções empresariais que podem ser desenvolvidas e implementadas por setor de atividade, ilustradas com casos de estudo de empresas associadas do BCSD Portugal, associados às respetivas alavancas de descarbonização – Eletrificação e energia neutra em carbono, Novas cadeias de valor, Eficiência energética e outros, Circularidade e Agricultura, florestas e uso do solo;
  • a identificação de soluções financeiras para apoiar as empresas na operacionalização da jornada para a descarbonização; e, por último,
  • a identificação das principais barreiras que dificultam o caminho da descarbonização.

Este projeto divide-se em 3 fases, tendo a 1ª sido marcada pela colaboração com a McKinsey & Company na elaboração do estudo “Net-Zero Portugal: Caminhos de Portugal para a descarbonização”, o qual serviu de base para a identificação das cinco alavancas-chave ou desafios para a descarbonização. Na fase 2, identificaram-se soluções empresariais para cada uma dessas alavancas, ilustradas com casos de aplicação de empresas associadas do BCSD Portugal. A fase 3 (e última) prevê um evento colaborativo, a realizar em breve, envolvendo entidades de diferentes setores, para co-construir soluções que apoiem as empresas na sua trajetória para a neutralidade carbónica.

As empresas que investirem hoje na neutralidade climática estarão mais bem preparadas para os desafios da economia de amanhã. Face à crescente exigência de descarbonização das nossas sociedades e economias, por parte da generalidade dos stakeholders, as empresas que já reconhecem a oportunidade e o imperativo de descarbonizar ganham vantagem competitiva. Sabemos que ainda é possível limitar o aquecimento global a 1,5 °C se aumentarmos a ambição e, simultaneamente, acelerarmos a ação para a descarbonização nas empresas e nas suas cadeias de valor.

Continue a ler

Carregar mais artigos