Os desafios da década 2030 – APCER
15 Nov 2021

Entrevista a José Leitão, CEO APCER

Quais considera ser as prioridades da década em termos de sustentabilidade?

A Agenda 2030, constituída por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é uma agenda alargada e ambiciosa que aborda várias dimensões do desenvolvimento sustentável (social, económico e ambiental) e que promove a paz, a justiça e instituições eficazes. Os objetivos, em conjunto, contribuem para uma sociedade mais equilibrada e sustentável, o que dificulta a identificação de prioridades dada a importância de todos os objetivos. No entanto, e de acordo com a nossa experiência, considero que devem ser endereçadas em primeira mão as questões da economia circular, descarbonização, gestão sustentável das florestas, condições dignas de trabalho, ética e Governance.

Para além dos ODS, as organizações devem considerar na sua estratégia de negócio e no desenvolvimento das suas operações os critérios ESG – Environmental, Social and Governance, uma abordagem estratégica e de análise cada vez mais utilizada para avaliar o desempenho das organizações relativamente a práticas de sustentabilidade.

A APCER disponibiliza um conjunto de serviços que vão ao encontro destas necessidades das organizações. Na vertente ambiental, com a verificação da pegada de carbono, gestão de energia e certificação de produtos provenientes de florestas sustentáveis. No âmbito social, com serviços focados nas condições dignas de trabalho, coma a certificação SA8000 e a realização auditorias de acordo com os códigos de conduta amfori BSCI e SMETA. Relativamente à Governance, a APCER possui serviços de compliance como a mais recente norma ISO 37001 – Anti Bribery Management Systems.

 

O que está a sua empresa a fazer, ou planeia fazer, para ser mais sustentável nos próximos anos?

A APCER tem vindo adotar medidas para se tornar numa organização mais sustentável, como aliás é intrínseco à sua missão – contribuir para uma sociedade mais sustentável. Podemos dar alguns exemplos:

  • Regime de teletrabalho parcial ou total por parte dos colaboradores;
  • Realização de reuniões e de auditorias à distância sempre que possível;
  • Política de escritório paper free, incentivando à redução ou eliminação do uso de papel;
  • Participação em projetos de reflorestação, como é exemplo o projeto da Mata do Bussaco;
  • Adoção de critérios de sustentabilidade no processo de compras, como por exemplo a compra de materiais certificados FSC®;
  • Práticas de reciclagem e de eficiência energética nos escritórios.

 

A APCER continua, igualmente, a apostar num portfólio de serviços que auxiliam os nossos clientes a comprovarem o seu compromisso com a sustentabilidade. Pretendemos continuar a marcar presença em iniciativas que promovem a partilha de conhecimento e boas práticas e colocar todo o nosso know-how à disposição das empresas e da sociedade.

 

De 0 a 10, quão confiante está de que vamos atingir as metas para a década? Porquê?

O resultado depende de todos, e acreditamos que todos vão fazer tudo para que, em conjunto, alcancemos as metas. Existem já várias alternativas no mercado que permitem que cada empresa melhore o desempenho e se torne mais sustentável. Esta é, igualmente, uma preocupação dos consumidores que cada vez mais procuram produtos e serviços sustentáveis. Trata-se de uma jornada conjunta e é uma oportunidade para inovarmos e construirmos a sociedade do amanhã, reduzindo desigualdades, travando o aquecimento global, produzindo de forma mais sustentável, e garantindo o trabalho digno.

A confiança e otimismo estão no ADN da APCER e é por isso que acreditamos que as metas para a década serão cumpridas.

Partilhe este artigo

Links relacionados

+ Notícias

Leia as notícias online. Por um desenvolvimento sustentável.