Como chegar a emissões (net) zero na segunda metade do século
30 Jun 2016

Uma das mensagens mais importantes do Acordo de Paris é que devemos chegar a emissões net zero algures na segunda metade deste século. Net zero ou neutralidade carbónica é o equilíbrio entre a quantidade de carbono emitida e a quantidade de carbono sequestrada. Paulo Canaveira, consultor do Ministério do Ambiente nos temas de florestas, uso do solo e adaptação às alterações climáticas e consultor independente em alterações climáticas, foi orador num evento exclusivo para associados do BCSD, onde reforçou a importância da investigação e inovação aplicada à sustentabilidade e às soluções empresariais.

Canaveira defende que as empresas, e os governos, têm espaço para continuar a apostar na eficiência no uso de energia e de recursos e para desenvolver soluções de emissões zero com vista à substituição energética, material e tecnológica. Quando olha para o futuro, Canaveira evidencia a investigação como crucial para atingir as metas do Acordo de Paris, seja investigação em novas formas de produzir energia ou em novos materiais. “As empresas têm que sair da zona de conforto e fazer investigação até na redução de emissões que hoje se consideram impossíveis, como por exemplo, as emissões de carbono dos animais ou dos vários processos empresariais. Além das florestas e oceanos, teremos também de investigar que outros sumidouros de carbono fazem sentido no futuro”, afirmou Paulo Canaveira.

FOTOGRAFIAS DO EVENTO

Partilhe este artigo

Links relacionados

+ Notícias

Leia as notícias online. Por um desenvolvimento sustentável.