Usar resíduos industriais como matéria-prima pode criar 1.300 novos empregos e gerar 32 milhões de euros em VAB
5 Mar 2018

Em 2015, em Portugal, foram eliminados 1,1 milhões de toneladas de resíduos não urbanos (fonte: Instituto Nacional de Estatística). Se estes resíduos fossem transacionados entre empresas, isto é, se em vez de serem eliminados fossem utilizados como matérias-primas, os impactos económicos anuais seriam os seguintes: redução de consumos intermédios de 165 milhões de euros e contribuição com 32 milhões de euros em VAB (Valor Acrescentado Bruto). O impacto social traduzir-se-ia na criação de 1.300 novos empregos e o impacto ambiental numa redução superior a 5 milhões de toneladas de extração doméstica (materiais extraídos em território nacional anualmente).

 

Comunicado de imprensa | Estudo “Sinergias Circulares” | Ilustração | (+info sobre o projeto)

 

Contactos para imprensa:
Tel.: 21 781 9001 | Enviar email

Partilhe este artigo

Links relacionados

+ Notícias

BCSD Portugal lança Guia do CEO para a Bioeconomia Circular

BCSD Portugal lança Guia do CEO para a Bioeconomia Circular

O BCSD Portugal lançou o Guia do CEO para a Bioeconomia Circular, que visa dar aos líderes empresariais uma compreensão do conceito e das oportunidades que a Bioeconomia Circular tem para oferecer ao setor privado. O reconhecimento de que o capital natural é finito obriga hoje as empresas a uma enorme e rápida adaptação das suas atividades e operação da cadeia de valor, no sentido de incorporar os princípios da Bioeconomia Circular.

read more
BCSD Portugal junta-se à iniciativa mundial Call on Carbon

BCSD Portugal junta-se à iniciativa mundial Call on Carbon

Foi lançada hoje a Call on Carbon, uma iniciativa global conjunta Climate Leadership Coalition, Haga Initiative e Skift Business Climate Leaders da qual o BCSD Portugal é parceiro e signatário, a par do Corporate Leaders Group Europe e da CER – Sustainable Business Network, com o objetivo de aumentar os investimentos climáticos e a tarifação do carbono.

read more

Leia as notícias online. Por um desenvolvimento sustentável.